10 de outubro de 2011

Vôlei de Praia: Talita e Maria Elisa vencem em Aracaju e no mundial a disputa embola

O final de semana foi de muito vôlei de praia e independente dos motivos da colisão dos calendários e da opção que cada dupla fez em relação ao que se dedicar, o ponto comum é que a classificação fica bem mais embolada depois deste domingo.

Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia - Etapa Sergipe

Os campeões mundiais Juliana/ Larissa e Alison/ Emanuel jogaram a etapa Aracaju e ambos terminaram em 5º lugar, mas as situações são um pouco diferentes.  

Pódio Feminino em Aracaju: 1ª Talita/ Maria Elisa; 2ª Val/ Saylyn e 3ª Maria Clara/ Carol


Talita/ Maria Elisa vencem - O jogo foi recheado de detalhes, entre eles o fato de todas as atletas em quadra já terem sido Rainha da Praia, mas Talita e Maria Elisa (AL/PE), não queriam perder a oportunidade de melhorar a colocação no ranking nacional e na decisão da etapa sergipana do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia - a oitava do ano - superaram Val e Shaylyn (RJ/CE) sagrando-se campeãs por 2 sets a 1, parciais de (18/21, 21/15 e 15/9).


Pontuação Feminina: Com o primeiro lugar Talita/ Maria Elisa somam  2680 pontos contra 2920 de Juliana/ Larissa.


“Ainda estamos um pouco atrás, mas continuamos correndo acreditando e vamos correr atrás do título até o fim. Esta reta final de temporada está sendo complicada para todas as duplas que disputaram o Circuito Mundial, pois o desgaste foi enorme. Estamos reduzindo a carga de treinamentos para chegar ao fim do ano sem lesões”, diz Maria Elisa. CBV

Val e Shaylyn disputaram a primeira decisão juntas e mostraram empolgação com os resultados:

“O começo do ano não foi bom para nós, mas tivemos serenidade e paciência para não entrar em desespero com a falta de resultados e seguimos apostando no trabalho. As coisas estão começando a dar certo porque estamos conseguindo fazer o que treinamos”, diz a cearense Shaylyn.CBV

Billy/ Bruno vencem no masculino - a dupla foi reeditada após a reviravolta de troca de parceiros no masculino, fazia 2 anos e meio que os dois haviam subido ao lugar mais alto do pódio numa etapa do Circuito Banco do Brasil e agora, juntos novamente, estão a procura do jogo ideal e dos resultados. Sem 3 duplas fortes, que estavam jogando o mundial, ninguém poderia perder a oportunidade.

Bruno Schimit



Pensando assim, Tiago/ Jeferson saíram do qualifiyng para ganhar a medalha de prata, lendo a notícia assim parece que foi fácil, mas os dois eliminaram Harley/ Thiago e acabaram com o desejo de Alison/ Emanuel de abrir vantagem no ranking, chegaram a final com muita personalidade.

Tiago e Jeferson
A final prometia e os primeiros não perderam a oportunidade de vencer e ganhar o ouro.

“Conquistamos juntos nossos únicos títulos do Circuito Banco do Brasil. Já jogamos com outros parceiros, mas é quando estamos juntos que conseguimos nossos melhores resultados. É um título muito importante, pois não vínhamos em um momento bom e o Bruno está voltando de lesão, então não estava 100% ainda. Temos uma química muito boa”, comenta Billy. 

Apesar da derrota na decisão, a etapa sergipana será inesquecível para Tiago e Jefferson. Depois de saírem do qualifying, o baiano e o carioca disputaram pela primeira vez uma final na competição. 

“Foi um torneio muito surpreendente, até mesmo para nós, que confiamos no nosso trabalho. Fomos mal em Salvador, não passamos do quaifying e nos empenhamos em dobro para conseguir um bom resultado em Aracaju. Foi muito gostoso sentir aquele frio na barriga que toda decisão tem. Quando meu nome foi anunciado pelo locutor, a torcida aplaudiu e gritou, e foi um momento bem emocionante. Espero que seja a primeira de muitas finais”, comenta Tiago.
CBV

 Circuito Mundial - Etapa Agadir, no Marrocos





Ricardo/ Pedro Cunha, Márcio/ Benjamim e Pedro Solberg/ Ferramenta seguiram empenhados na meta olímpica, largaram o Circuito Banco do Brasil e viajaram para o Marrocos, onde seria disputada a última etapa do Circuito Mundial e como no esporte não existe regra e os favoritos normalmente são representados pelas estatísticas aconteceu o que era previsto: embolou a classificação.

Pedro e Ferramenta disputaram o terceiro lugar vencendo os  norte-americanos Fuerbringer e Lucena por 2 a 0 (21/14 e 21/16). Na final, os holandeses Schuil e Nummerdor ganharam o ouro ao derrotar os alemães Brink e Reckermann por 2 a 1 (22/20, 16/21 e 15/11).

Esta foi a primeira medalha conquistada por Ferramenta no Circuito Mundial. "É até difícil falar o quanto estou feliz. Tenho que agradecer muito ao Pedro. Ele me ajudou muito no torneio e também nesta partida. Perdemos na segunda rodada e tive que disputar muitos jogos para chegar até aqui", diz o carioca. CBV

Classificação Olímpica

Cunha e Ricardo somavam 2000 pontos ao final da última disputada( até o momento a FIBV não atualizou a classificação), enquanto Márcio/ Benjamim 1480 e Ferramenta/ Solberg 1240 e Thiago/ Harley( que não participaram da etapa de Agadir) 1660 pontos.
 
Com os pontos obtidos nesta etapa a ordem não deve se alterar muito, mas embola tudo, a diferença entre eles será mínima e como já havíamos comentado, vai ganhar a vaga aquele que estiver melhor no momento, tiver se preparado mais e se dedicar mais do que é necessário. Um detalhe ou uma recompensa? Essa briga promete.


Atualização divulgada( Publicado em 10/10/2011): 


Classificação final masculina:

POSIÇÃO DUPLA ETAPAS PONTOS
Alison/Emanuel (BRA) 11 6460
Rogers/Dalhausser (EUA) 12 6160
Brink/Reckermann (GER) 10 5700
Prudel/Fijalek (POL) 11 4720
Márcio/Ricardo (BRA) 7 3600
  Nummerdor-Schuil (HOL) 13 3600
  Bellaguarda/Heuscher (SUI) 10 3600
Xu-Wul (CHN) 11 3520
Lucena/Fuerbringer (EUA) 13 3460
10º Gibb-Rosenthal (EUA) 14 3360
19º Ricardo/Pedro Cunha (BRA) 5 2180
21º Benjamin/Bruno (BRA) 6 1980
22º Márcio/Benjamin (BRA) 5 1840
23º Pedro Solberg/Ferramenta (BRA) 5 1720
25º Thiago/Harley (BRA) 8 1660
38º Pedro Cunha/Pedro Solberg (BRA) 4 940
43º Bruno/Billy (BRA) 3 830
56º Moisés/Álvaro (BRA) 1 420
73º Lipe/Franco (BRA) 1 120



* As duplas sublinhadas não jogam mais juntas e sua pontuação é desconsiderada na Classificação Olímpica, portanto se acabasse hoje, Cunha e Ricardo ficariam com a segunda vaga.




Leiam mais:  
Primeiro Set - Muitas disputadas na semana do vôlei de praia
CBV - Em Aracaju, Talita e Maria Elisa conquistam terceiro título do ano
CBV - Billy e Bruno Schimitt vence em Aracaju 
CBV - Pedro e Ferramenta são bronze no Marrocos
FIBV - Classificação Olímpica Masculina

Fotos: FIBV e CBV

2 comentários:

Samira Calais disse...

Olá Rafaela!!
Como está tudo por aí? Dei uma sumida, mas já estou de volta.
Aproveitei e vim aqui pra ficar por dentro do final de semana do vôlei! Rs.
De fato as últimas disputas só serviram mesmo para embolar. Mas eu acho isso ótimo, porque aumenta a competitividade e as partidas ficam cada vez melhores!!!
Parabéns novamente por trazer as informações do vôlei para nós!
Abração!

Samira
http://oquedeuerradofc.blogspot.com/

Giovani Mattiollo disse...

Realmente muito equilibrio, e isso é bom

Abraço

||| { SANGUE AZUL } |||
------------------------------------
---> Pré-Jogo: Grêmio x Figueirense
---> Estilo retranqueiro, Celso Roth faz treinamento sem atacantes