3 de setembro de 2012

Ainda sobre os estádios, entendeu ou quer que eu desenhe?


É impressionante como falta discernimento quando o assunto leva de uma forma ou de outra ao futebol, eu fico realmente boquiaberta e sem entender como é possível para alguns não conseguir discutir, por exemplo, o caso dos estádios de futebol, sem pensar em seu clube de coração. 

Ao visitar blogs como o do Binner ou do Juca Kfouri( ambos na UOL) e começar a ler as atrocidades a vontade é de pegar aqueles cidadãos, abrir-lhes a cabeça, colocar um pouco de análise crítica e fechar, não dá pra crer em alguém dizendo a um corinthiano que o Itaquerão viverá vazio. Como assim, meu filho? A torcida do Corinthians é uma das maiores( senão a maior), pelo menos eles encherão o estádio sempre que tiver jogo. 

Depois, um segundo "comentarista" diz que o Morumbi foi construído fica meio do nada, que a seu redor não existe centro comerciais, hotéis, hospitais... que é só uma área residencial. ( ah...)  Presta atenção, meu filho: o Morumbi fica próximo do Albert Eistein, da sede do Governo do Estado, próximo a 3 Shopping Centers e também da região conhecida como Berrini, que segundo contam abriga grandes empresas nacionais e multinacionais. 

Vamos falar francamente, se o Corinthians tivesse organizado um projeto para construção de seu tão sonhado estádio, sua fiel torcida o teria apoiado e não teria que ouvir piadas infames. Se o São Paulo, que se gaba de sua equipe de marketing, não tivesse ganho isenção de impostos para a reforma do Morumbi, poderia até jogar na cara do Corinthians que o dinheiro público está indo pelo ralo, sendo usado em futebol, mas nenhum nem outro podem falar nada disso. Nós cidadãos podemos, independente de time, de paixão, analisando friamente. 

O Morumbi não é um elefante branco, nem um panetone gigante e também não vive as moscas, da mesma forma que a nova Arena do Palmeiras e como será o Itaquerão. A cidade de São Paulo é grande demais, a ideia de um espaço multiuso privilegia a diversidade, permite a "barganha" e abre espaços, talvez alguns torcedores não queiram mais ir ao Morumbi, talvez os que vivem na Zona Sul nunca se descoloquem ao Itaquerão. Provavelmente alguns shows 'combinem" mais com a Arena do Palestra do que com qualquer um outro, mesmo assim, tem espaço pra todo mundo. 

A verdade mais esquecida é que sobrará aos nossos bolsos um Pacaembu abandonado, sem dono, sem jogo, sem espetáculo, afinal se os 3 grandes da capital possuem a sua casa, o que restará a cada que era do povo? Será campo neutro? 

Para concluir, desejo que as pessoas pensem antes de falar, porque uma coisa é "zoar" o adversário, outra é ser incapaz de fazer uma análise sensata das condições, das grandes e das péssimas ideias. O outro também pode ser bom sabia? ah... sabia que nós não vivemos de futebol? Alias, essa é a grande questão: não vivemos de futebol, tanta gente precisando comer, de médico e de escola e a gente discutindo projeto de estádio de futebol, pior brigando de forma alucinada. 

Entendeu ou quer que eu desenhe essa loucura?




4 comentários:

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Se houvesse na televisão
tanto espaço
para se discutir educação
quanto os que existem
para discutir futebol,
seríamos um País
de primeiro mundo...


Que haja sempre em ti,
o olhar da alegria.

Pedro Caldas disse...

Olha, concordo com você. Têm coisas que eu não entendo, também. O Pacaembu foi cortejado durante anos pelo Alvinegro paulistano, e hoje o Timão terá uma casa moderna e blá, blá, blá. Gostaria que o Corinthians tivesse conseguido o Pacaembu, poderia ampliá-lo, adaptá-lo às suas necessidades. Sou palmeirense. Não gosto do que estão fazendo com o Parque. Mataram o Palestra. Eles deveriam ter feito ajustes, restaurações no estádio, melhorado a acessibilidade, colocado cadeiras em todos os setores. Ouvi dizer que o Manchester United mantém, até hoje, a estrutura de Old Trafford. O próprio Maraca não deveria ter sido violentado. O Morumbi, sim, segue a receita correta, manter-se ali, intacto, autêntico.

Não concordo plenamente com o comentário acima. Na tv brasileira, existe o que? Apenas novelas, filmes ruins, programas religiosos, programas sensacionalistas e afins... e um pouco de futebol, que é dominado pela Globo.

Se quiser adicionar meu blog, o Fintas para o Gol, deixe o pedido nos comentários ou no e-mail do mesmo.

Clériston Mello disse...

Muito legal seu blog, parabéns.

Dê uma olhada no tomdebola.blogspot.com.br

Vamos fazer parceria?

Estou disponibilizando seu link em minha lista!

FuteB.R.O.N.C.A.! disse...

Lamentável, Rafa! Sob todos os aspectos. É absolutamente inacreditável a dinheirama gasta num Maracanã, por exemplo, pra sediar SETE joguinhos de Copa! Atrocidade,descaso e muito, muito dinheiro no bolso dessa cambada.

Saudações!!!