7 de fevereiro de 2011

Pitacos Femininos: Corinthians quis honrar a rivalidade


Os times Paulistas vão muito mal, obrigada.
Quando o ano começou o Palmeiras era o principal alvo, sem mudanças, sem novidades, tudo como antigamente e uma torcida já impaciente. A qualidade técnica não melhorou, mas o time entrou com vontade para superar a deficiência técnica e "parece" até motivado, mesmo pro Paulista, o resultado se vê na tabela de classificação.

O Santos por sua vez começou goleando e enchendo os olhos de todos, virando promessa, mas o caldo engrossou, o time cansou de brincar disso e quando menos se esperava começou a empatar uma atrás da outra.

No São Paulo aquele desâmino habitual, as mesmas perguntas e um único mesmo herói no gol. É verdade que aprendemos a gostar da nossa dupla de zaga: Alex e Miranda, que quando estão no ponto são muito bons, aprendemos até a achar que o Jean já é lateral direito, mas ainda não encontramos alguém para chamar de nosso goleador e dependemos( E MUITO) ainda do Dagoberto, mal-criado, cheio de vontades, podem dizer o que for, mas que faz falta quando não joga faz, vide o resultado diante do Botafogo. Todavia Rivaldo chegou bem, mostrou que habilidade não se esquece, que vontade ajuda e veio para ir para briga, assim esperamos, mas ainda continuamos desacreditados. 

Se as histórias de Palmeiras e São Paulo pareciam as piores, o Corinthians quis honrar a rivalidade e vencer pelo menos no quesito "clube problema" da vez, depois do seu presidente falar o que queria de todos os outros times, inclusive de outras cidades, do centenário ter sido uma vergonha, da Gaviões da Fiel querer quebrar o Sambódromo no Carnaval, da intolerância estampada no rosto daqueles que se dizem torcedores e apaixonados, mas que na verdade são doentes por uma ideologia que acreditam ser a única verdade válida, depois de tudo isso, o "timão" viu o sonho de mais uma Libertadores ficar pra trás, perdendo de forma pífia para um time que se não é melhor do que o brasileiro, foi naquelas duas quartas-feiras.

A sequência de fatos se seguiram de forma violenta, protestos da torcida, investigações e até denúncias do, nem começado, estádio de Itaquera. Quanta coisa!!! Ufa!!!


A gente queria estar escrevendo sobre gols e show de bola, não criticando a torcida ou falando de quem não soube o seu verdadeiro lugar, porque apesar de ser tudo uma coisa só, cada um tem o seu papel: o jogador joga, a torcida apoia ou vaia, o presidente cuida da parte administrativa, o técnico da parte tática e o marketing da propaganda, mas quando tudo se mistura dá no que deu, é preciso parar e pensar. 

Isso porque eu não vou comentar a briga de Ronaldo pelo Twitter, depois tem gente que pergunta porque eu sou fã do Rogério Ceni, gosto do Ronaldo, me divirto e me irrito com o Netto na mesma proporção, mas... nada justifica esse episódio patético. 

Boa semana pra vocês!

5 comentários:

Í.ta** disse...

interessantíssima a postagem. é preciso mesmo que observemos que vem ocorrendo uma inversão de forças entre os estados de são paulo e rio. com exceção do vasco nos últimos anos, os clubes cariocas têm se preparado melhor, contratado melhor, e os clubes paulistas parecem viver numa guerra que é só deles, que só os prejudica. dos quatro de são paulo, ainda aposto no santos, que vem jogando sem neymar e ganso, o que faz muita diferença.

abraços.

Ronei disse...

As fases dos times paulista não é nada "boa", ainda a tempo de recuperação.


Um abraço,

Ronei
Atlético Mineiro o Blog Vingador
http://atletico-mineiro.blogspot.com/

Gabriel Campi disse...

Realmente, os clubes paulistas não vivem uma boa fase. O Santos é a principal esperanaç, com a volta de Ganso e Neymar, entra como favorito na Libertadores. O SPFC, Corinthians e Palmeiras ficaram com Copa do Brasil, o que não anima tanto.

Abraços!

www.blogfutebolnaveia.blogspot.com

Giovani Mattiollo disse...

Acho que o Santos é o melhor time paulista. Os outros três ainda não me convenceram, nem umpouco.

Abraço

http://gremista-sangueazul.blogspot.com/

Futebol ao Cubo disse...

Olá, Rafaela! Também fazia tempo que não vinha aqui :)

O Santos está bem, é o único paulista que tem o pretexto da Libertadores. É um time com estilo de jogo, você sabe que o time vem no 4-2-3-1, com jogadores habilidosos abertos pelas pontas e tal.

Agora o São Paulo, meu... Nunca vou deixar de torcer, mas já desanimei. Sabe de quem eu tenho saudade? Do Renan, volante com cara de boliviano. Era fraco tecnicamente, mas corria atrás de todas as bolas, dava carrinho, seja o adversário quem fosse. Como você bem falou, o time passa a sensação de desânimo mesmo, de que os jogadores jogam por obrigação.

Só que assim, o sub-20 acaba domingo, é impossível que o Carpegiani vá deixar Lucas e Casemiro de fora. A partir daí ele precisa fixar um time titular, senão daqui uns dias todo mundo estará comentando a derrota do SP para o Treze, pois times assim, de pouca expressão, que só tem a Copa do Brasil pra aparecer, jogam a vida, com a má vontade que o SP tem demonstrado vai acabar perdendo o jogo.


Beijos!